quarta-feira, 4 de março de 2015

Igarapé-Miri, no PA, terá novas eleições para prefeito e vice este ano

Bandeira de Igarapé-Miri
Os eleitores de Igarapé-Miri, no nordeste do Pará, voltarão às urnas no próximo dia 17 de maio para eleger o novo prefeito e o vice. A decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) sobre novas eleições suplementares foi divulgada na última quarta-feira (25).
Segundo o TRE, a data do pleito foi escolhida de acordo com características técnicas e observância da portaria 658/2014 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que estabelece o calendário para eleições suplementares em 2014 e 2015.
O Tribunal esclarece ainda que o voto é obrigatório para todos os 44.994 eleitores do município com idade acima de 18 anos e menos de 70.
Ainda de acordo com o TRE, estão sendo tomadas as providências para garantir a segurança dos eleitores durante o pleito nos 41 locais de votação, que abrigam 139 sessões eleitorais.

terça-feira, 3 de março de 2015

Mais uma audiência para tratar sobre a violência em Igarapé-Miri


Tenente Coronel Matias presente a audiência

A Câmara Municipal de Igarapé-Miri promoveu, nesta segunda-feira (2), uma Audiência para debater sobre Segurança Pública.  O debate foi mediado pela vereadora Carmozinha (PV), presidente da Câmara.
Participaram  de evento os vereadores Josias Belo (PSC), Lula (PP), Ângela Maués (PSD), Dalva Amorim (PTB), Neto Nahum (PSC), Toninho do Murutinga (PSB),o prefeito Ronélio Quaresma (PMDB) o Major Daniel Brito, o Tenente Coronel Matias, o Delegado Alexandre Crós, líderes religiosos, representantes de entidades organizadas e o público em geral.
A iniciativa da Audiência surgiu após as notícias de fechamento da PA, por parte de populares pelo motivo da grande onda de assaltos que vem ocorrendo em nosso município. Após esse prenuncio a vereadora Ângela Maués entrou em contato com as polícias e surgiu a ideia de realizar essa audiência.
As discussões iniciaram com o relato de vitimas, que explanaram suas negativas experiências e por várias vezes as culpas foram direcionadas, tanto para a polícia quanto para o poder público no que diz respeito as três esferas (legislativo, executivo e judiciário).
Após todos os inscritos se pronunciarem (como já aconteceu em outras audiências) foi dado a palavra a polícia, vereadores e prefeito.
A polícia militar por sua vez reconheceu a culpa por não estar realizando as rondas em horários mais suscetível à prática dos crimes e pediu a prefeitura um local mais próximo da população, ou seja uma casa dentro da cidade. Defendeu-se também (o Coronel Matias) PM, de que está chegando agora ao município, vindo das regiões de Altamira, e que está fazendo um levantamento da área, mais prometeu a todos os presentes algumas surpresas, e provavelmente imediatas, e pediu ao povo presente que denuncie, quaisquer casos que julguem suspeito, sem precisar se identificar através do número 181.
Os vereadores falaram e foram unânimes em dizer que estão empenhados diariamente para encontrar uma solução satisfatória para resolver a problemática. Três vereadores de Abaetetuba (que vieram participar de uma outra reunião com os vereadores de Igarapé-Miri) também se pronunciaram e deram algumas sugestões para a polícia e que tem surtido efeitos benéficos no município vizinho, tais como, telefone na viatura, rondas com revistas em pessoas suspeitas e barreiras na entrada da cidade.
O Prefeito Toninho Quaresma, por sua vez declarou total apoio às polícias e falou que todos são sabedores do caos que o município vem atravessando e que com responsabilidade vem tentando direcionar as políticas públicas na medida do possível, mais prometeu dar um jeito nas ruas escuras (principalmente a Sesquecentenário) e uma força tarefa para resolver o problema das ruas esburacadas e no matagal.
A audiência encerrou por volta das 15 horas. Vamos esperar que as soluções possam ser visíveis para toda a sociedade.
A população foi à Câmara

e pediu amenização da violência em Igarapé-Miri "Não aguentamos mais"

sábado, 28 de fevereiro de 2015

AUMENTO NA CONTA DE LUZ A PARTIR DA SEGUNDA FEIRA

As contas de luz no Brasil vão aumentar, em média, 23,4% a partir da próxima segunda-feira (2), quando começa a vigorar a revisão extraordinária aprovada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) ontem. Para os consumidores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a alta vai ser de 28,7%, na média, 4,5 vezes maior que a aplicada para aqueles que vivem em estados do Norte e Nordeste, que será de 5,5%, também na média. A Celpa terá um reajuste de 3,6%. 
Essa diferença ocorre porque os consumidores das três primeiras regiões terão mais custos para cobrir com essa revisão extraordinária. Um exemplo é a energia gerada pela hidrelétrica de Itaipu, que atende a todo o país e foi reajustada em quase 50% em 2015, mas que é repassada apenas às contas de luz de moradores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Ao todo, a Aneel autorizou o reajuste das tarifas de 58 das 63 distribuidoras de energia do país. Os cerca de 1,2 milhão de consumidores da AES Sul, que atende em 118 cidades do Rio Grande do Sul, terão o maior reajuste, de 39,5%.
Entre as maiores distribuidoras, os mais altos serão da Copel (36,4%), que atende a clientes no Paraná, da Eletropaulo (31,9%), que atua em São Paulo, e da Cemig (28,8%), que atende a consumidores de Minas Gerais.
Clientes de quatro distribuidoras não serão atingidos pelo reajuste extra das contas de luz. Os da CEA, do Amapá, porque a empresa não pediu à Aneel a revisão extraordinária. Já os da Amazonas Energia (AM), Boa Vista e CERR (RR), estão livres porque vivem em regiões que não são atendidas pelo Sistema Interligado Nacional (SIN), rede de linhas de transmissão que liga o país, e por isso não participam do rateio de contas do setor.
As revisões extraordinárias aprovadas ontem são um aumento nas contas de luz, aplicado quando há risco de desequilíbrio nas contas das distribuidoras. Portanto, os consumidores podem esperar por nova alta em suas tarifas ao longo de 2015, pois a Aneel ainda vai autorizar o reajuste ordinário, aquele que já ocorre uma vez por ano.
Das 63 distribuidoras, 6 já passaram, em fevereiro, pelo reajuste ordinário. A Ampla, que atende cidades do interior do Rio de Janeiro, vai ter os reajustes ordinário e extraordinário aprovados juntos ainda no mês de março, por isso não consta da lista divulgada pela Aneel ontem.
ARRECADAÇÃO
A revisão aprovada ontem vai permitir que as distribuidoras arrecadem, de imediato, recursos para cobrir custos com a compra de energia de Itaipu, novos contratos de suprimento de eletricidade firmados em leilões recentes, além de ações do governo financiadas pela Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).
Pela regra, as distribuidoras deveriam bancar essas contas para, depois, serem ressarcidas no reajuste anual, mas elas alegam não ter recursos. Ou seja, essas despesas bilionárias já seriam repassadas aos consumidores mas, com a revisão extraordinária, isso ocorre antes.
Mais cedo, a Aneel aprovou a previsão de orçamento da CDE para 2015. E determinou que os consumidores paguem, via contas de luz, R$ 22,06 bilhões para o fundo.
O dinheiro vai financiar, entre outras ações, o programa Luz para Todos, o subsídio à tarifa de famílias de baixa renda, combustível para usinas termelétricas do Norte do país e o pagamento de indenizações a empresas.
Consumidores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste vão pagar 80% desse valor. Aos consumidores do Norte e Nordeste, será repassado 20% do total. A arrecadação dos R$ 22,06 bilhões será feita ao longo de 2015.
BANDEIRAS
A Aneel já havia tomado ontem uma outra decisão que implica em aumento das contas de luz para os brasileiros ao aprovar o aumento na taxa extra das bandeiras tarifárias, cobrada nas contas de luz quando há aumento no custo de produção de energia no país. Os novos valores, agora oficiais, começam a valer na próxima segunda-feira (2) e são os mesmos propostos no início de fevereiro, quando o assunto foi levado a audiência pública.
Em caso de bandeira vermelha, que vigora atualmente em todo país e sinaliza que está muito caro gerar energia, passará a ser cobrada nas contas de luz uma taxa extra de R$ 5,50 para cada 100 kWh (quilowatts-hora) de energia usados, aumento de 83,33% em relação aos R$ 3 cobrados entre janeiro e fevereiro.
Já no caso de bandeira amarela, que sinaliza que a produção de energia está um pouco mais cara, taxa extra aplicada passa de R$ 1,50 para R$ 2,50 (+ 66,66%). Não houve alteração em relação à bandeira verde, que sinaliza que não há custo adicional para produção de eletricidade e, portanto, não é aplicada a taxa extra.
Os recursos arrecadados via bandeiras vão cobrir o custo extra pelo uso mais intenso no país de termelétricas (usinas movidas a combustíveis como óleo e gás e que geram energia mais cara), além da compra, pelas distribuidoras, de energia no mercado à vista, onde o preço também é mais alto.
Assim como no caso da revisão extraordinária, as distribuidoras deveriam pagar essa fatura no primeiro momento para depois repassar aos consumidores no reajuste anual. Como elas alegam não ter recursos para isso, as bandeiras permitem a arrecadação imediata.
Governo e Aneel apontam que essa troca (arrecadação imediata via bandeiras ao invés de aguardar o reajuste) é vantajosa para os consumidores, que seriam obrigados a pagar juros às distribuidoras caso elas bancassem os gastos extras nesse primeiro momento.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Pesquisa: Maconha é 114 vezes menos letal que o álcool

 Estudiosos cruzaram doses consideradas letais com a utilização feita por usuários frequentesFoto: Reprodução/Pixabay
RIO - Se o álcool fosse descoberto hoje, possivelmente tabloides do mundo inteiro estampariam manchetes com a "nova droga mortal", juntamente com depoimentos de testemunhas aterrorizadas por terem visto "viciados" cambaleando pelas ruas, caindo, chorando e na sarjeta. Mas uma recente pesquisa acaba de mostrar que a maconha, que tem utilização proibida em tantos países, é 144 menos letal que o álcool.
O estudo foi publicado na "Scientific Reports", subsidiária da revista "Nature", e procurou quantificar o risco de morte associado ao uso de várias substâncias tóxicas. Os cientistas descobriram que a maconha é, de longe, a droga mais segura.
No lugar de focar a contagem de morte como outras pesquisas, os autores do relatório compararam doses letais de cada substância com a quantidade que uma pessoa comum usa.
Ao elencar as drogas mais mortais, a maconha apareceu no final da lista, enquanto álcool, heroína, cocaína e tabaco lideram. A maconha, inclusive, era a única que representava um risco de mortalidade baixo entre os usuários, apesar de não ser inexistente.
Fumar a erva, obviamente, não é "seguro, e ponto final", mas estudos têm mostrado que ela é, de fato, "mais segura do que o álcool".
A pesquisa aparece logo após a polícia do Colorado, primeiro estado americano a legalizar a droga, dizer que em um ano tudo está bem e o trabalho policial passou praticamente inalterado.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Anderson Silva é punido com suspensão temporária

A Comissão Atlética do Estado de Nevada confirmou os "positivos" em dois testes antidoping de Anderson "Spider" Silva relacionados à sua última luta e aprovou, por decisão unânime, a sua suspensão temporária na noite desta terça-feira (17).
O adversário de Anderson, Nick Diaz, também foi suspenso, por uso de maconha.
Anderson não esteve presente à audiência pública e preferiu que um representante conversasse com os membros da comissão por meio de ligação telefônica.
Os testes nos quais o brasileiro foi flagrado se referem à luta do dia 31 de janeiro, que marcou o retorno de Anderson ao octógono do UFC após mais de um ano inativo, quando se recuperava da fratura sofrida na perna durante a revanche com o americano campeão dos médios Chris Weidman.

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Doenças podem ser evitadas com 6 cuidados básicos.

 Evitar o contato com o vaso sanitário é o principal
 Foto: Reprodução/ Bolsa de Mulher
Um grande evento como o Carnaval é sinônimo de dia passado inteiro fora de casa e, sendo assim, mais cedo ou mais tarde a ida ao banheiro se torna inadiável. Isso não acontece apenas com você, mas também com os outros milhares de foliões que estão curtindo a festa ao seu lado. Banheiros públicos com circulação de pessoas tão grande exigem que você tome alguns cuidados para evitar doenças como a infecção urinária, infecção intestinal e até hepatite A. Veja a seguir como usar banheiro público sem prejudicar a saúde.
Evite o sabonete em barra
Eles acumulam sujeira e podem virar colônias de bactérias. Use o sabonete líquido se ele estiver disponível ou leve seu próprio kit com sabonete e álcool gel na bolsa.
Evite o contato com o vaso sanitário
Não há forma de garantir que um banheiro público esteja devidamente limpo e desinfetado, por isso, o melhor é evitar encostar sua pele no vaso sanitário. Use o protetor plástico, papeis ou faça xixi agachada para não entrar em contato com a peça. Também vale limpar a superfície com álcool gel antes de usar.
Papel higiênico
Se ele não estiver sujo, molhado ou no chão, é provável que ele não esteja mais contaminado que o papel da sua casa. O problema maior é a textura do papel que, se for muito áspera, pode gerar irritação e coceira vaginal.
Cuidado com onde você põe a mão
Depois de fazer xixi e dar a descarga, vá direto para a pia lavar as mãos. Nada de ficar no espelho ajeitando o cabelo antes de higienizar as mãos, o que pode levar resíduos e micro-organismos para os fios.
Para tocar em torneiras, maçanetas, tampa e descarga do vaso
Evite colocar as mãos diretamente sobre esses itens, pois qualquer pessoa pode ter passado por ali e deixado micro-organismos causadores de doenças. Use um papel descartável para abrir e fechar portas e torneiras e o mesmo vale para a tampa da privada e a válvula da descarga.
Não use toalhas de pano
Se você só tiver essa opção disponível, o melhor é esperar as mãos secarem sozinhas ou enxuga-las nas próprias roupas. Não há como saber se aquela toalha está limpa ou contaminada, tampouco há quanto tempo ela está em uso.

Retiros concentram fé, louvor e reflexão para fiéis


Uma programação diferente para o Carnaval 2015 está sendo oferecida por várias denominações religiosas: os retiros são uma alternativa para quem prefere atividades mais tranquila. A Igreja Adventista do Sétimo Dia iniciou ontem seu retiro espiritual, que segue até o próximo dia 18. A programação está sendo organizada pelo Departamento de Jovens da cada instituição e reúne adventistas de todo o Brasil. São cerca de 50 opções de acampamento distribuídos nos estados do Pará e Amapá.
Ontem também começou o encontro religioso Koinonia 2015, que significa comunhão em grego, organizado pela Igreja Batista Missionária da Amazônia (IBMA). As atividades seguem até o dia 17 de fevereiro e acontecerão no Complexo de Eventos da igreja de Benfica. São esperados 400 jovens que participarão de palestras e bandas, atividades lúdicas, religiosas e de lazer, como piscina, vôlei, basquete e futebol. O momento mais esperado é a tradicional festa temática, que acontecerá no dia 16, na qual os participantes dançam e apresentam peças teatrais.
No Núcleo de Esporte e Lazer da Seduc, no Ginásio da Escola Superior de Educação Física e no Ginásio Altino Pimenta, 1.500 jovens da Igreja do Evangelho Quadrangular participam, desde ontem, do 7º RUG Fest (Radicais da Última Geração), abrangendo atividades esportivas. O evento será encerrado na terça-feira, 17, com uma festa na Element Club.
Neste sábado é a vez do encontro dos Jovens por um Mundo Unido (JPMU), do Movimento dos Focolares, e do Enchei-vos 2015, da Renovação Carismática Católica da Arquidiocese de Belém. De hoje até o dia 17 deste mês, o JPMU vai apresentar oficinas, jogos, palestras e atividades lúdicas e culturais, como apresentações teatrais, festa temática e show de talentos. A programação acontecerá na Mariápolis Gloria, localizada na rodovia Augusto Meira Filho, nº 1000, em Benevides. Com o tema sobre a linguagem universal “Life, Light, Love!” (“Vida, Luz, Amor!”) os jovens discutirão o significado dessas palavras na vida de cada um. A expectativa para este ano é a presença de mais de 300 pessoas. 
Debates
A União Espírita Paraense (UEP) promove até terça-feira o Encontro Intensivo do Movimento Espírita Paraense (37º EIMEP). O evento, com o tema “Sexualidade: Conhece-te a ti mesmo”, será aberto às 14h30 de hoje, no Colégio Moderno, reunindo dirigentes e trabalhadores de centros espíritas de Belém e interior do Estado e, ainda, interessados em geral na discussão de temas e subtemas. Mil pessoas deverão participar do encontro, que terá programação cultural e de explanações. O evento Renovai-vos 2015, coordenado pela Comunidade Maíra, da Arquidiocese de Belém, ocorrerá de hoje até terça-feira, na Escola Berço de Belém, com louvor, adoração, pregação, missa, números musicais e espaço infantil, entre outras atrações.
O encontro Enchei-vos 2015 apresentará o tema “Deixai-vos conduzir pelo Espírito Santo” (inspirado em Gálatas 5, 16) e ocorrerá na quadra da Paróquia de São Francisco de Assis (Capuchinhos). O início das atividades será às 17h30 e a programação é livre. Dentre as atividades religiosas estão missas, shows, adorações, confissões e pregações. Estarão presentes Gerson Pojo, fundador da Comunidade Kerygma; Raphael Matias, Comunidade Presença, de São paulo, e do padre barnabita Geffison Silva. Dom Alberto Taveira, arcebispo de Belém, e dom Irineu Roman, bispo auxiliar, presidirão missas, assim como os padres João Eudes e Maurício Santos.
Já a partir desde domingo, dia 15, os jovens participarão do Cristo Alegria Aviva 2015, organizado pela Família Cristo Alegria e pela Igreja de Santo Expedito. A programação vai acontecer de 8 às 18 horas, no Ginásio da Escola Superior de Educação Física. O evento segue até o próximo dia 17. A entrada é franca e conta com uma ampla programação com música, dança, louvor, teatro, palestras e espaço infantil. Missas também farão parte da programação. o diácono Emanuel Duarte e o frei Francisco Mendes serão os destaques do retiro, que representa o viver, a reforma da alma e o Espírito Santo, segundo os organizadores do evento. 
Também no domingo começará o Renascer Ananindeua, promovido pela Comunidade Católica Shalom. Até o dia 17 os jovens participarão de eucaristia, missa e cursos alternativos sobre espiritualidade. No dia 17, o arcebispo de Belém, dom Alberto Taveira, celebrará missa. As crianças também participarão do evento por meio do Renascer Kids, que vai oferecer atividades lúdicas, teatro, oficinas e momentos de oração. Com o tema: “Felizes os que choram, por que serão consolados!” (Mt 5,4) haverá arrecadação de alimentos a serem doados a entidades de assistência social. O Renascer Ananindeua acontecerá na Escola Superior Madre Celeste (Esmac).