terça-feira, 21 de outubro de 2014

Processos seletivos pautam universidades e faculdades


NO PARÁ - Instituições organizam seus exames para o ensino superior

Universidade Federal do Pará (UFPA) publicará o edital do vestibular 2015 no final de outubro, com inscrições previstas para o final deste mês ou início de novembro. A seleção será pela nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014, nos dias 8 e 9 de novembro. Seguem abertas, até 3 de novembro, as inscrições ao vestibulinho da UFPA, pelo www.ceps.ufpa.br, cuja prova será em 30 de novembro.

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) disponibilizou desde 7 de outubro, o acesso ao Cartão de Confirmação de Inscrição do Programa de Ingresso Seriado (Prise) e do Processo Seletivo (Prosel). As provas tiveram início nos dias 16 e 17 de outubro com o Exame Habilitatório aos candidatos ao curso de Licenciatura em Música. Para todos os candidatos, a 1ª fase será em 16 de novembro, a 2ª no dia 17 de novembro, e a 3ª fase, em 7 de dezembro. Ao todo, para o Prise e para o Prosel, a Uepa oferta 2.916 vagas em Belém e nos demais municípios onde tem campus.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Alimentação saudável garante qualidade de vida


Uma alimentação saudável e equilibrada reflete significativamente na qualidade de vida das pessoas, afinal, comer bem é fundamental para ter mais energia, disposição e saúde, e o Dia Mundial da Alimentação, celebrado em mais de 150 países neste 16 de outubro, tem por objetivo principal promover a conscientização sobre as questões da nutrição.

A data marca a criação da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), em 1945 - a FAO tem por objetivo elevar os níveis de nutrição e de desenvolvimento rural, bem como, um maior esforço voltado à erradicação da fome e da desnutrição, além de fortalecer a consciência política sobre o problema da fome no mundo.

Entender o papel do sistema digestivo no organismo é muito importante. Além da absorção dos nutrientes fornecidos pelos alimentos, ele ainda produz neurotransmissores relacionados ao bom humor, ao sono e à saciedade, e o intestino é um importante órgão do aparelho digestivo. Seu mau funcionamento pode ser um dos indícios da Fome Oculta - carência crônica de vitaminas e minerais devido ao baixo consumo ou mau aproveitamento dos nutrientes pelo organismo. Segundo Dados da Organização Mundial da Saúde, uma em cada quatro pessoas sofre de fome oculta.

Com o tempo, a fome oculta também cria condições para o desenvolvimento de doenças como diabetes, dislipidemia, hipertensão e câncer. Além do intestino, outros sinais podem ser manifestações de fome oculta: apetite irregular, mau humor, falta de disposição para as atividades do dia a dia, unhas quebradiças e pele sem brilho, baixa resistência a doenças, sono não restaurador e ossos e dentes fracos.


No site do Ministério da Saúde está disponível um material que ajuda a refletir um pouco sobre a forma com que a população se alimenta. Depois de apresentar um teste simples para ver qual é a qualidade da sua nutrição, ele traz dicas para que a pessoa consiga mudar o seu padrão da alimentação com pequenas e simples adequações.

Confira algumas dicas para tornar sua alimentação mais saudável.

-Beba pelo menos dois litros (seis a oito copos) de água por dia. Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições.

-Não pule as refeições, e faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches saudáveis por dia.

-Coma diariamente pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições e três porções ou mais de frutas nas sobremesas e lanches.

-Coma feijão com arroz todos os dias ou, pelo menos, cinco vezes por semana. Esse prato brasileiro é uma boa combinação de proteínas.

-Consuma diariamente três porções de leite e derivados e uma porção de carnes, aves, peixes ou ovos.

-Consuma, no máximo, uma porção por dia de óleos vegetais, azeite, manteiga ou margarina. Fique atento aos rótulos dos alimentos e escolha aqueles com menores quantidades de gorduras trans.

-Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas doces e outras guloseimas.

-Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa.

-Evite consumir alimentos industrializados com muito sal (sódio) como hambúrguer, charque, salsicha, lingüiça, presunto, salgadinhos, conservas de vegetais, sopas, molhos e temperos prontos.

-Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo.

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Homem com suspeita de ter ebola chega ao Rio de Janeiro

Paciente chegou em avião da FAB e será levado para a Fiocruz.
Ele chegou ao Brasil dia 19 de setembro e relatou febre nesta quinta (9).

  O missionário de 47 anos chegou em uma ambulância do SAMU vindo da Base Aérea do Galeão  (Foto: Fábio Tito/G1)

 

O africano Souleymane Bah, que está com suspeita de ebola, chegou por volta das 6h30 desta sexta-feira (10) na Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro. O paciente de 47 anos, que é de Guiné, na África Ocidental, chegou em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) e foi levado para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que é referência em doenças infecciosas. O homem estava internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) II, no bairro Brasília, em Cascavel, no oeste do Paraná.
O paciente está recebendo os atendimentos básicos, como a medição de temperatura e pressão, e está sob isolamento. Os médicos do instituto devem colher uma amostra de sangue ainda na manhã desta sexta para realizar testes que devem comprovar  se o africano possui ou não a doença. O resultado do exame fica pronto em até 24 horas.
A amostra colhida será enviada para teste no Instituto Evandro Chagas de Belém, no Pará. Segundo assessoria, a Fiocruz é referência somente no atendimento a doenças infecciosas.
Segundo o infectologista Celso Ramos, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), apesar de a doença não ter sido confirmada, cuidados com o isolamento do paciente e da equipe que cuida da sua transferência são fundamentais porque a transmissão do ebola se dá, principalmente, pelo contato pessoal.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Dicas para quem quer malhar antes do trabalho


Dicas para quem quer malhar antes do trabalho (Foto: Reprodução)

Uma das grandes vantagens de treinar de manhã é que você não precisa mais se preocupar com a corrida/malhação no resto do dia, é só relaxar e aproveitar para cumprir o resto da agenda com a energia incrível que você vai ter depois do treino. A primeira semana é sofrida, mas com força de vontade, você acostuma.

E se a única hora disponível para os exercícios é pela manhã (ou pela madrugada)? Veja como deixar a preguiça de lado e transformar o objetivo em hábito.

PLANEJE O SONO

Dormir bem é tão importante quanto os exercícios para quem quer entrar em forma. Então, se você precisa acordar cedo, tente dormir mais cedo - a quantidade de sono recomendada para adultos é de sete a oito horas por noite.

PLANEJE OS HORÁRIOS DA MALHAÇÃO

Escreva seus planos de exercício - pode ser em um papel, na agenda do computador, ou em algum app de celular. O importante é que, ao anotar os horários e o tipo de malhação que você deve fazer, como se fosse uma receita médica, você tem mais um incentivo para acordar cedo e saber direito o que fazer, sem precisar consultar seus planos de exercício.

ELIMINE OBSTÁCULOS

Pense que, ao acordar, você precisa estar pronta para a ação em 10 minutos ou menos. Então deixe suas roupas separadas, coloque água em sua garrafinha, as meias dentro do tênis. Deixe o café da manhã e o lanche pós-treino preparados também. Se você vai direto para o trabalho, deixe uma mala com suas roupas "normais" preparada também. Assim, tudo o que você precisará fazer é se vestir, pegar a comida e sua bolsa sair.

CAMINHADA ATÉ A ACADEMIA

A sua academia é próxima? e usar as escadas do seu prédio é viável? É extremamente importante que você não faça exercícios pesados logo após acordar - um exercício aeróbico leve como aquecimento é recomendado.

CHAME AMIGOS

A ideia é simples mas tem bons efeitos: se você tem um amigo te esperando na academia, a chance de você furar com ele é menor. E a malhação também fica mais diverida se você tiver com quem conversar.

Se você não tem companheiros de academia, invista em uma playlist poderosa, que garanta o seu pique.

RECOMPENSA

Se você completou o treinamento, ganha uma recompensa. Se você fizer algo prazeroso após a malhação, como tomar um smoothie saudável ou comer um pedaço de chocolate (amargo ou meio amargo, de preferência), seu cérebro se acostuma a esperar a recompensa após o treinamento. Ou seja, todo o processo de acordar cedo e fazer exercícios se torna menos doloroso.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Propaganda eleitoral termina quinta-feira (2)

Com a proximidade do 1º Turno das eleições, chegará ao fim também o período para propaganda eleitoral.
De acordo com o calendário eleitoral divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 02 de outubro é o último dia para transmissão da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV e para a realização de debates. Já o dia 03 é o último dia para divulgação paga de propaganda eleitoral, com distribuição de material gráfico e a promoção de caminhada, carreata, passeata ou carro de som divulgando jingles ou mensagens de candidatos.
Para denunciar uma propaganda eleitoral irregular ou prática suspeita de crime eleitoral, ligue para o Disque-Denúncia do TRE, no telefone 0800 096 0007, ou através do email ouvidoria@tre-pa.gov.br.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Eleição acaba para indeferidos - Justiça proíbe os candidatos que estão fora da urna de fazer campanha



A Justiça Eleitoral concedeu, ontem, liminar à Procuradoria Regional Eleitoral no Pará ordenando a retirada de toda a propaganda eleitoral dos candidatos que tiveram registros indeferidos com trânsito em julgado, ou seja, que não têm mais direito a nenhum recurso. O juiz Marco Antonio Lobo Castelo Branco concedeu prazo de 24 horas para que partidos e coligações providenciem a paralisação das propagandas de rádio e televisão e façam cessar completamente a distribuição de material de propaganda. Entre os candidatos que não podem mais recorrer à decisão está o nome de Marco Antonio Nascimento Ramos, que era candidato a governador pelo Partido Comunista Brasileiro (PCB).

O candidato indeferido que não retirar a propaganda está sujeito a multa de R$ 5 mil por cada ato de campanha praticado em desacordo com a ordem judicial. O TRE já finalizou os sistemas das urnas eletrônicas, retirando os nomes de todos os candidatos que desistiram ou tiveram registro cassado. A partir de agora, em caso de indeferimento da candidatura, o nome do candidato permanece na urna, mas o eventual voto nele será contabilizado como nulo.

Segundo levantamento da Procuradoria, 26 candidaturas foram retiradas das urnas, por isso, devem também ser retiradas da campanha imediatamente, porque o indeferimento já transitou em julgado. No cálculo do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), um total de 174 candidaturas apresentadas foram retiradas da disputa eleitoral, somando as que foram indeferidas com as retiradas por desistência do próprio candidato ou partido.

“Há vedação para qualquer espécie de propaganda eleitoral (cartaz, cavaletes, placa, muro, santinhos, comícios etc.), já que a propaganda de candidato com indeferimento de registro transitado em julgado induz em erro o eleitor, com falsa propaganda eleitoral, ocorrendo fraude eleitoral”, destaca trecho da representação. A campanha eleitoral com veiculação gratuita em rádio e televisão é uma prerrogativa exclusiva dos candidatos que concorrem nas eleições, conforme prevê a legislação eleitoral.

Alguns candidatos tiveram a candidatura indeferida pelo TRE, mas ainda aguardam o resultado de recurso ao TSE. É o caso dos candidatos ao Senado Duciomar Costa (PTB) e Paulo Rocha (PT). Os nomes e fotos desses candidatos continuam nas urnas, mas os votos depositados neles podem ser anulados, conforme o resultado de julgamento posterior pelo TSE. Nesse caso, o eleitor perderá o voto dado a um dos candidatos indeferidos.

DECISÃO

O candidato Marco Antonio Nascimento Ramos teve sua candidatura indeferida pelo TRE no dia 2 de agosto. Ele recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que manteve a decisão proferida em primeira instância. A reportagem entrou em contato com o candidato do PCB, mas ele preferiu que o setor jurídico de seu partido se pronunciasse sobre o assunto. O advogado do PCB, Walder Florenzano, disse que ajuizou, anteontem, uma ação rescisória, a fim de que a decisão do TRE seja revista.

“O indeferimento da candidatura se deu por conta de uma falha no sistema do tribunal, pois em um dos sistemas, o FliaWeb, o nome do Marco Antonio não constava. Ou seja, foi uma divergência nos sistemas. A questão é que o TSE não constatou nem comprovou essa falha, apenas manteve a decisão do TRE. Por isso, ingressamos com a ação rescisória”, explicou o advogado.

Banco da Amazônia vai renegociar empréstimos


 
Contratos com recursos do FNO serão revistos este ano

Empresas e produtores rurais inadimplentes junto ao Banco da Amazônia, cujas dívidas foram contratadas até 31 de dezembro de 2008, a partir do crédito rural e não rural com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), devem aproveitar o plano de renegociação aberto pela instituição financeira, válido até 31 de dezembro deste ano. A medida abrange o endividamento constituído até o final de 2012.

Ao todo, no Pará, mais de 35 mil operações encontram-se pendentes de pagamento, sendo 600 delas no chamado crédito não rural, que engloba, principalmente, empresas dos setores comércio, serviços e indústria, e 34,5 mil relativas ao crédito rural. O objetivo do banco é reativar o crédito dos clientes que hoje compõem o cadastro restritivo da instituição, mas que devem deixar para trás a inadimplência a partir da liquidação ou renegociação da dívida.

A negociação do débito segue a determinação de duas normas: a Resolução nº 4.314/14, para o crédito não rural, e a Resolução nº 4.315/14 para o crédito rural. Ambas permitem tanto a liquidação como renegociação do endividamento. No caso da liquidação - ou seja, com pagamento à vista -, são dispensados cem por cento dos encargos de inadimplência, compostos por mora e multa. Já nas situações de renegociação, o mutuário paga como entrada, no mínimo, 10% do valor do contrato, sendo que o total da dívida será recalculado. Após o pagamento da entrada, o contratante tem um ano de carência para começar a pagar o restante das parcelas, sendo que neste período ele já terá seu cadastro reativado. Conforme explica a gerente de Reestruturação de Operações, Valeida de Souza, o parcelamento poderá ser efetuado em até dez anos. “Ele não pagará o saldo que está agora, ou seja, vamos recalcular a dívida e os encargos de inadimplência também serão enxugados”, informa.

Ela afirma ainda que o novo cálculo feito para a liquidação é o mesmo utilizado para o pagamento à vista, com redução de juros e multas. “A diferença é que, no caso do parcelamento em dez anos, o valor da dívida será refinanciado. Ao passo que, quando se liquida, fica sem endividamento e volta a operar novamente com maior margem de empréstimo”, acrescenta. Valeida assegura ainda que, quem renegociar o inadimplemento, voltará à esteira de concessão. “Claro que este empréstimo será avaliado pelo banco, com limites possivelmente reduzidos. Cada caso será avaliado individualmente. Ainda assim, é uma grande vantagem, uma oportunidade dos clientes que tiveram problemas, voltarem à ativa”, acrescenta.

A gerente informa que os mutuários interessados devem procurar, preferencialmente, a agência na qual se tomou o empréstimo. “Ele apresenta os documentos pessoais. Se for para renegociação, é importante que ele permaneça na atividade”, sugere. Ela explica ainda que, no caso das operações irregularidades - como, por exemplo, as que tiveram desvio de recursos e desvio de finalidade -, não será possível acessar a renegociação. Ainda segundo Valeida, as duas Resoluções também não enquadram as operações securitizadas, que são mais antigas e foram alongadas com prazos para 25 anos. “Entendemos que as operações securitizadas já têm um grande incentivo de taxas menores e longos prazos, conforme determina a Lei nº 9.138/95 e a Resolução nº 2471/98. Por este motivo, não são enquadradas”, esclarece.