domingo, 2 de agosto de 2015

Pará é 5º colocado em mortes no parto no Brasil

Pará é 5º colocado  em mortes no parto no Brasil (Foto: Reprodução/Youtube)
A redução do índice de mortalidade materna ainda é um desafio para o Brasil, que está longe de alcançar uma meta que faz parte de um compromisso internacional firmado em 2000.
Em tratado assinado com a Organização das Nações Unidas (ONU), o governo brasileiro se comprometeu a reduzir até 2015 o índice de mortalidade de grávidas para 30 óbitos a cada 100 mil nascidos vivos.
A meta não foi alcançada e, somente de janeiro a junho deste ano, o país já contabiliza a média de 62 óbitos para cada 100 mil nascidos vivos. Esse índice, que só cresce a cada ano, é hoje três vezes maior que o da Europa.
Nesse cenário, o Pará não foge à regra. Ocupa o quinto lugar no ranking nacional de estados com o maior número de grávidas que perdem a vida durante a gestação, segundo os dados do Sistema Único de Saúde (SUS), e amarga também um dos piores quadros de risco à maternidade: a média é de 55 mães mortas para cada 100 mil nascimentos, segundo as estimativas mais atualizadas, referentes a 2013.
No último relatório divulgado pelo Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus), em 2013, o Pará concentrou 120 casos de mortalidade materna, ficando abaixo somente de estados de maior densidade populacional como São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Minas Gerais. Em 2012, o número de óbitos foi de 94, nove a mais do que no ano anterior.
PODE SER PIOR
O mais preocupante é o fato de que, em um Estado como o Pará, formado por áreas indígenas, assentamentos rurais, terras quilombolas e ilhas, estima-se que o número de óbitos maternos possa ser bem maior do que os dados oficiais divulgados.
E a curva ascendente das mortes registradas entre 2011 e 2013 revela uma política pública deficiente, que tem na falta de atendimento à saúde a principal causa dessa mortalidade. É o que avalia o presidente da Associação Paraense de Ginecologia e Obstetrícia (APGO), RicardoQuintairos.
Para ele, o principal problema é a falta da assistência pré-natal - que no SUS é quase nula e no sistema de saúde privado enfrenta resistências da área médica, devido aos reduzidos valores repassados pelos planos de saúde aos profissionais que prestam atendimento.
Vale lembrar: o acompanhamento pré-natal inclui toda uma programação, que inicia no primeiro momento da gravidez até o pós-parto. “O grande problema é que há muitas grávidas que chegam aos sete e até oito meses de gestação sem nunca ter ido ao posto de saúde”, questiona Ricardo Quintairos.
http://www.diarioonline.com.br

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Novo colírio pode substituir cirurgia de catarata

DivulgaçãoNo futuro, as pessoas com catarata não precisarão mais passar por cirurgias. A solução para o problema estará em gotas de colírio. É o que afirmam os pesquisadores chineses e norte-americanos que publicaram um artigo sobre o assunto na revista Nature deste mês.
O medicamento foi elaborado a partir do lanosterol, uma substância produzida naturalmente pelo olho. Os testes foram feitos em cães que desenvolveram catarata naturalmente. Os cientistas verificaram que o colírio regrediu a opacidade do cristalino, a lente que transmite a luz em nossos olhos. A molécula ainda não foi testada em humanos. 
A cada cinco segundos uma pessoa fica cega no mundo 
Segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia, o Brasil tem 1,1 milhão de cegos e cerca de 4 milhões de deficientes visuais. 75% da cegueira no mundo é causada por doenças previsíveis ou tratáveis. A catarata causa cegueira em mais da metade dos casos.
A catarata afeta uma a cada cinco pessoas a partir dos 65 anos, um em cada três com mais de 75 anos e quase dois em cada três idosos após os 85 anos de idade.
Os especialistas explicam que a catarata causa a opacificação do cristalino, resultando na diminuição da acuidade visual, a visão das cores é prejudicada. O paciente tem uma sensação permanente de névoa diante dos olhos.
Visão com data de validade
As células que formam o cristalino são desenvolvidas durante a vida embrionária. Mas elas praticamente param de se proliferar após os 20 anos de idade e perdem seus núcleos durante a sua evolução. Assim, vivemos o resto da nossa vida com uma lente que já não é renovada.
Ela é constituída por tiras concêntricas, como uma cebola. As células produzem grandes quantidades de proteína, cristal, que formam uma espécie de gel. Essas proteínas contribuem para a transparência do cristalino. Mas, quando eles se acumulam ele se torna opaco.
Na maioria dos casos, essa turvação acompanha o nosso envelhecimento, mas existem formas hereditárias, associada às mutações genéticas. A equipe sino-americana liderada por Kang Zhang da Universidade da Califórnia, em San Diego, identificou duas mutações diferentes de um gene chamado “LSS”. Esse gene regula a síntese de uma enzima que catalisa a produção do lanosterol.
Maior transparência
O estudo dos cientistas americanos e chineses mostra que o lanosterol é capaz de dissolver as estruturas de proteínas anormais nas células cristalinas. Indo mais além, eles avaliaram a sua capacidade para resistir ao processo lento de distorção da formação de agregados de cristal e como é encontrado na catarata relacionada com a idade.
Para isso, eles têm desenvolvido gotas para os olhos contendo lanosterol e usado, em primeiro lugar, in vitro sobre a catarata de coelhos e, em segundo lugar, diretamente em cães, com catarata desenvolvida espontaneamente. O cristalino dos coelhos tratados teve um aumento significativo na sua transparência. O uso do medicamento em cães adultos de diversas raças , livres da mutação do gene LSS, mostraram, novamente, uma redução na severidade da catarata e aumento da claridade do cristalino.
Estes resultados abrem a possibilidade de uma escolha entre a cirurgia, atualmente o único tratamento disponível, e abordagem farmacológica para a doença.
Cirurgia de catarata ou colírio?
A cirurgia indolor envolve a remoção do cristalino e sua substituição por um implante. A intervenção sob anestesia local dura geralmente entre dez e trinta minutos. A técnica mais moderna consiste em fazer uma incisão de 3 mm de córnea. Uma pequena sonda de ultrassom é inserida para quebrar o cristalino opaco cujas peças são aspirados. O implante é introduzido através do mesmo orifício.
No caso em que a catarata é bilateral, o procedimento é realizado em ambos os olhos, sucessivamente, com um intervalo de alguns meses. No entanto, as técnicas mais modernas não estão disponíveis em todos os lugares.
A aplicação do colírio para as pessoas com os primeiros sinais de catarata antes de qualquer expressão sintomática, teria a vantagem da simplicidade. Mas ainda é preciso fazer testes em humanos para estabelecer a segurança e a eficácia dessa abordagem inovadora.
http://www.ormnews.com.br

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Veja os malefícios do café depois do almoço para o corpo


Foto: THINKSTOCK

Sabe aquele cafezinho depois do almoço que você adora e que parece que faz um bem danado para o seu corpo, já que te acalma e faz enfrentar a tarde com mais disposição? Pode ser que ele não esteja fazendo tão bem assim. Pelo menos é o que garante a nutricionista Patrícia Davidson Haiat, conhecida por ter várias clientes famosas, como Sabrina Satto, Anitta e Bruna Marquezine, entre outras.

Café depois do almoço faz mal?

De acordo com a especialista, o café, quando tomado depois da refeição, pode afetar o organismo de diferentes formas – todas elas ruins para o funcionamento do corpo. Confira a listinha dos problemas listados pela profissional em sua conta no Instagram:

Bebida depois da refeição pode causar efeitos ruins no corpo e deve ser evitada

Compromete o esvaziamento gástrico e faz com que o alimento fique mais tempo no estômago

Como consequência do efeito acima, o café depois do almoço te dará gases

Relaxa os músculos que impedem a passagem dos alimentos do estômago para o esôfago

Sob os efeitos da cafeína, alimentos vindos do estômago podem facilmente voltar à garganta

Com esse processo de volta à garganta, você terá sensação de queimação e estômago pesado

O café tem componentes que vão diminuir a absorção de minerais que você consumiu no almoço, como cálcio e ferro

Sem a absorção de cálcio adequada, poderão aumentar as chances de você ter osteoporose futuramente

Como consumir

A dica da nutricionista funcional é consumir o café sempre nos intervalos das refeições – nunca junto ou logo após elas. Além disso, é preciso ter moderação: no máximo umas três xícaras por dia.
http://www.ormnews.com.br

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Senado aprova, pela 3ª vez, texto com regras para criação de municípios



O Senado aprovou nesta quarta-feira (15) projeto de lei que estabelece novos critérios para criação, emancipação e fusão de municípios. O texto seguirá para análise da Câmara dos Deputados. O projeto foi elaborado após a presidente Dilma Rousseff vetar integralmente, em 2013 e em 2014, duas proposta semelhante, sob o argumento de que o texto aumentaria as despesas públicas.

Pelo projeto, a quantidade mínima de habitantes exigida para a criação de um município nas regiões Sul e Sudeste é de 20 mil; no Nordeste, o mínimo é 12 mil habitantes; e nas regiões Centro-Oeste e Norte, 6 mil.
O projeto aprovado nesta quarta é idêntico ao vetado por Dilma no ano passado. "[O projeto de 2014] foi aprovado quase que unanimemente pelo Congresso e, de forma incompreensível, também vetado integralmente pela Presidente Dilma Rousseff, em descumprimento ao acordo feito", diz o autor do projeto, senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA).
"Considerando a necessidade de estabelecermos finalmente regras responsáveis para criação de novos municípios, reapresento o texto dos autógrafos do PLS n° 104, de 2014, e peço o apoio dos ilustres Pares a esta iniciativa", complementa.
Projeto
De acordo com a proposta, o primeiro passo para a criação de um município é a apresentação, na Assembleia Legislativa, de um pedido assinado por 20% dos eleitores residentes na área geográfica diretamente afetada, no caso da criação ou desmembramento. Se a situação for de fusão ou incorporação, o requerimento de criação deverá ser subscrito por 3% dos eleitores residentes em cada uma das cidades envolvidas.
O texto define a incorporação de municípios quando houver a "completa integração de um município a outro preexistente". A fusão, de acordo com o projeto, é quando houver a "completa integração de dois ou mais municípios preexistentes, originando um novo município."
A criação de um novo município ocorrerá quando a área integrante de um ou mais municípios preexistentes originarem um novo município. O desmembramento se derá quando houver a separação de área de um município preexistente para se integrar a outro município também preexistente.
Após o pedido, a Assembleia terá que coordenar um "estudo de viabilidade" do novo município, que deverá comprovar, por exemplo, se há na região condições de arrecadação suficientes para sustento próprio.
Se houver viabilidade financeira e populacional, com base nos critérios estabelecidos na lei, será realizado o plebiscito que definirá a criação ou não do novo município. Em comparação com o projeto vetado por Dilma, a nova proposta pretende desburocratizar o Estudo de Viabilidade Municipal.
Pelo texto, o estudo será contratado pelo governo estadual e não mais pelo grupo diretamente interessado na separação ou aglutinação. Além disso, o EVM não precisará mais ser submetido ao Tribunal de Contas do estado. O estudo precisará ser concluído no prazo de 180 dias após sua contratação pelo poder público e terá validade de 24 meses após a sua conclusão.
Plebiscito
Realizado um plebiscito, se a maioria da população aprovar a criação do município, a Assembleia elaborará e votará uma lei estabelecendo o nome e limites geográficos. A instalação do município se dará oficialmente com a posse do prefeito e vice-prefeito.
Se a população rejeitar a nova cidade, não poderá haver novo plebiscito com a mesma finalidade no prazo de 12 anos.
Imóveis
Pelo projeto, a região de um município que pretenda se emancipar e se tornar um novo município precisa ter "número de imóveis superior à média observada nos municípios que constituam os 10% de menor população do estado".
Para se alcançar essa exigência mínima, o projeto permitirá contabilizar todos os edifícios e casas existentes na área que pretende se emancipar. A proposta original só autorizava considerar os imóveis localizados no núcleo urbano.
 Globo.com

Alunorte Rain Forest segue para a Copa da Noruega 2015

Os 17 estudantes de Barcarena que integram o time Alunorte Rain Forest (ARF) embarcam nesta segunda-feira (20) rumo a Oslo, capital da Noruega, onde participarão da 43ª edição da Copa da Noruega. A equipe buscará o título na categoria Sub-17, concorrendo com equipes de mais de 50 países. O grupo contará com a torcida da Aluna Destaque 2014, Jéssica Alencar, que também estará no torneio. A competição será aberta, oficialmente, no dia 26 julho e seguirá até o dia 1º de agosto, com um total de 4.200 jogos.
Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação
Desde 2001, o ARF é o único time paraense presente na copa norueguesa. Para muitos desses jovens será a realização de um sonho, a concretização de um trabalho de melhoria do desempenho educacional e o início de uma carreira promissora. O estudante José Ilgner Freitas, 16, meia-esquerda do ARF, comenta que a experiência vai além do competir. “Vou conhecer uma nova cultura. Acredito que a oportunidade na Noruega será incrível. Essa troca de experiência será muito importante para minha vida”, declara.
O estudante e volante da equipe, Antônio Eduardo Pereira, 17, diz que desde pequeno pensa em ser um jogador de futebol. “Para atingir esse objetivo estou me dedicando aos treinos e fazendo isso com muita disciplina. E mesmo que eu não me torne um jogador profissional, quero atuar na área do Esporte”, afirma. Sobre a expectativa para a Copa da Noruega, o seu otimismo é rápido no gatilho: “A gente vai ser campeão”, acredita.
Com uma experiência de 26 anos, o técnico do ARF, Nelson Pereira, comanda pela primeira vez a equipe. Ele afirma que o time está preparado técnica e psicologicamente. “Nosso principal aliado é o trabalho conjunto. Estamos confiantes e na expectativa de conquistar os melhores resultados nesta Copa”, diz.
Educação - O ARF é um dos desdobramentos do programa educacional “Bola pra Frente, Educação pra Gente”, desenvolvido há 14 anos pela refinaria de alumina Hydro Alunorte. A iniciativa é realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Barcarena (SEMED) e tem o objetivo de melhorar a qualidade da educação no município do nordeste paraense. Todos os alunos-atletas participam de atividades socioeducativas, que são desenvolvidas pelo programa nas escolas de Barcarena.
José Ilgner é um bom exemplo de como o programa mudou a sua vida. Antes, ele só queria saber de futebol e não se dedicava aos estudos. Com a oportunidade no “Educação pra Gente”, ele se tornou atleta aplicado tanto no campo quanto em sala de aula. “Melhorei bastante minhas notas. De um boletim colorido, passei a ter notas azuis. O programa também me ajudou a melhorar o meu relacionamento com as pessoas”, afirma.
A gerente geral de Comunicação e Relacionamento da Albras e da Hydro Alunorte, Elena Brito, destaca que o saldo do “Educação pra Gente” é bastante positivo e que este ano traz como novidade os investimentos em ações sociais. “São 14 anos bem sucedidos de projeto. Além da questão ambiental, que era foco principal do projeto, precisamos trabalhar a questão social. Por isso, estamos investindo em ações sociais e ampliando a discussão de temas como violência, combate às drogas e bullying, que hoje são os maiores problemas no ambiente escolar. Acreditamos que essa iniciativa vai contribuir na melhoria da sociedade como um todo”, avalia.
http://www.ormnews.com.br

terça-feira, 14 de julho de 2015

Mastigação correta ajuda a saúde dos dentes e a digestão

Prestar atenção na maneira como você mastiga os alimentos é muito importante para a sua saúde. A mastigação é o primeiro passo para o processo digestivo, ou seja, se feita da forma certa, facilita a digestão e ainda proporciona a redução das medidas corporais. Conforme a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, o padrão bilateral é o que as pessoas deveriam priorizar.

Informações sobre a mastigação
O que seria a mastigação bilateral? Esse processo consiste em mastigar os alimentos com os dois lados da arcada dentária, evitando assim o aparecimento a longo prazo de uma assimetria facial.

Cuidados ao mastigar os alimentos ajudam a garantir uma digestão mais eficiente. Foto: iStock, Getty Images

Além de saber como é realizada esse tipo de mastigação, é necessário entender que os dentes são divididos por funções bem específicas durante a trituração dos alimentos.

“Nossos dentes são divididos em grupos onde temos os dentes anteriores (caninos e incisivos) e posteriores (pré-molares e molares) com a respectiva função de apreensão, laceração, início e finalização da trituração dos alimentos” salienta o Cirurgião-dentista, Miguel Gaspar.

Ou seja, os dentes incisivos cortam os alimentos, os pré-molares quebram em partes menores e os molares reduzem ainda mais o tamanho dessas partículas. Os dentes desempenham um papel muito importante, mas não trabalham sozinhos nesse processo: a língua, saliva, as bochechas e os lábios ajudam na formação do “bolo alimentar”.
Foto: iStock, Getty ImagesFoto: iStock, Getty Images

Miguel Gaspar ressalta a importância do trabalho em conjunto de todos esse elementos. “Uma mastigação eficiente também é dependente de uma harmonia entre as arcadas dentárias, onde dentes alinhados e que estejam com sua função correta contribuem para o início do processo digestivo”, afirma.

Causas da má mastigação
Mastigar os alimentos de forma incorreta pode ocorrer por diversos fatores: sensibilidade nos dentes, mordida cruzada e estresse. Rinite e desvio de septo também estão entre as causas, pois exigem que a pessoa respire pela boca enquanto mastiga os alimentos.
Muitas pessoas sofrem com dores de cabeça e ouvidos sem motivo aparente. O problema pode estar justamente na maneira que se mastiga oos alimentos. Mastigar apenas de um lado, além de levar à deformação da arcada dentária, pode causar dores de cabeça, inflamação das articulações e, por fim, afetar os ouvidos causando zumbidos.

Dicas para mastigar melhor
Para melhorar a saúde, Miguel Gaspar salienta a importância de manter bons hábitos de higiene bucal e acrescenta: “o consumo racional de açúcares e consultas regulares com o cirurgião-dentista contribuem para a manutenção da saúde bucal e consequentemente trazem benefícios para uma mastigação eficiente”, afirma.

Confira algumas dicas para melhorar o processo da digestão:
1. Porção dos alimentos
Coloque na boca porções que permitem que a trituração dos alimentos de maneira confortável.

2. Forma de mastigar
Mastigar de forma bilateral com o auxílio da língua para direcionar o “bolo alimentar” para a superfície dos dentes.

3. Movimentos
Os movimentos da mandíbula devem ser verticais e rotatórios.

4. Tempo
Mastigue lentamente os alimentos e mais vezes.

Em 2011, uma pesquisa publicada pelo American Journal of Clinical Nutrition mostrou que mastigar 40 vezes reduz em 12% a ingestão calórica. E por que isso ocorre? A pressão que os dentes exercem sobre os alimentos está ligada às mensagens de saciedade enviadas ao cérebro
Fonte: http://www.ormnews.com.br

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Picada de aranha brasileira pode ser o substituto do Viagra


Uma pesquisa publicada no Journal of Sexual Medicine mostrou que o veneno de uma aranha brasileira pode provocar ereção de até 4 horas, podendo substituir o Viagra nas relações sexuais. 
O estudo foi realizado por pesquisadores da Faculdade de Medicina da Geórgia (EUA) e analisou o veneno da Armadeira, uma espécie muito comum no Brasil e considerada uma das aranhas mais agressivas do mundo. 
A toxinha PnTx2-6, presente no veneno, é a responsável pelo fator de ereção. A sustância foi testada em ratos com disfunção sexual e conseguiu normalizar a ereção dos animais. Os cientistas acreditam que a descoberta pode ser uma alternativa para homens que não podem ser usuários do Viagra. 
Entretanto, os especialistas alertam que a picada da aranha não é recomendada fora do ambiente de laboratório. Além do priapismo, efeito que deixa o pênis ereto continuamente, a picada também pode provocar dor intensa, dificuldade respiratória, taquicardia, perda do controle muscular e até estado de choque. Tais efeitos podem ser fatais se não houver socorro médico.
http://www.ormnews.com.br